Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Why not?

Qui | 22.02.18

Bom médico!

Why Not

Com este turbilhão de pensamentos que me têm assolado os últimos dias, o sono anda dificil de chegar. Então, depois de tudo acalmo, sento-me no sofá e papo, literalmente séries de televisão. Desde AXN, a FOX Life, vejo tudo. Mas confesso que há uma série pela qual estou a ficar agarrada... Embora fixção, relata um transtorno nerologico com a qual estou familiarizada, não directamente mas por uns amigos, e aqui está a prova provada, que cada caso é um caso e com precistencia, batalhação e trabalho nada é impossivel.

 

 

The_Good_Doctor_2017.png

 

The Good Doctor é uma série de televisão americana de drama médico desenvolvida por David Shore e Daniel Dae Kim baseada em um drama sul-coreano. A série é produzida pela Sony Pictures Television e ABC Studios, com Shore sendo o showrunner.

A série estrela Freddie Highmore como Shaun Murphy, um jovem cirurgião com autismo e savantismo no Hospital San Jose St. Bonaventure. Antonia Thomas, Nicholas Gonzalez, Chuku Modu, Beau GarrettHill Harper, e Richard Schiff também estarão na série. A série recebeu um episódio piloto na ABC após uma tentativa anterior de série não avançar na CBS Television Studios em 2015; The Good Doctor foi anunciado a série em maio de 2017.

 

O autismo é um transtorno neurológico altamente variável, que aparece pela primeira vez durante a infância ou adolescência e geralmente segue um curso estável, sem remissão.Os sintomas evidentes começam gradualmente após a idade de seis meses, mas geralmente estabelecem-se entre os dois ou três anos e tendem a continuar até a idade adulta, embora muitas vezes de forma mais moderada. Destaca-se não por um único sintoma, mas por uma tríade de sintomas característicos: prejuízos na interação social, deficiências na comunicação e interesses e comportamento repetitivo e restrito. Outros aspectos, como comer atípico também são comuns, mas não são essenciais para o diagnóstico. Os sintomas individuais de autismo ocorrem na população em geral e não são sempre associados à síndrome quando o indivíduo tem apenas alguns traços, de modo que não há uma linha nítida que separe traços patologicamente graves de traços comuns.(ler mais aqui)

1 comentário

Comentar post